Toda a informação relacionada com a freguesia de Fajões; AGENDA: 29/01 - S. Roque - Fajões (15.00 horas)// TODOS OS COMENTÁRIOS SÃO DE TOTAL RESPONSABILIDADE DOS SEUS AUTORES

segunda-feira, janeiro 31, 2005

Visita de Paulo Portas III

No jornal "O comércio de Porto" de sabado, saiu um artigo referente à visita do ministro à Vila de Fajões.

Aqui fica o artigo na sua totalidade. O artigo foi elaborado por Francisco Manuel.

"O ministro do Estado, da Defesa e do Mar, inaugurou ontem em Fajões, Oliveira de Azeméis, uma estação dos Correios, a pavimentação de um parque de lazer e o novo Espaço Internet onde os jovens "vão poder navegar pelo mundo" através das novas tecnologias de informação.

Paulo Portas garantiu que estava na cerimónia na qualidade de ministro do Estado. "Quero deixar bem claro que estou aqui como amigo, e se necessário fosse uma qualidade institucional, é de ministro de Estado que ma confere", salientou. Portas sentiu ainda a necessidade de explicar que, sendo simultaneamente "ministro de Estado, da Defesa e do Mar", tem uma agenda política preenchida e por isso tem de fazer uma gestão muito criteriosa do seu tempo. Por isso, como tinha uma acção de pré-campanha em Oliveira de Azeméis (visita ao mercado), aceitara o convite da Junta de Fajões, antes de seguir para o Alto Minho, para outra acção política. Mas arranjou "uma maneira de separar as funções". "Deixei o carro do partido em Oliveira de Azeméis, está aqui o carro do Estado para não haver confusões, estou como amigo, porque fui deputado municipal em Oliveira de Azeméis e tenho gosto em ver o progresso avançar", reforçou. O ministro de Estado justificou o seu discurso breve porque "a política são actos, são factos e resultados, e não palavras".

Em dia de festa o presidente da Junta, o independente Luís Filipe Oliveira, lembrando que esta era a primeira visita de um ministro à vila "um tanto esquecida nos confins de Oliveira de Azeméis", não deixou de criticar a "insensibilidade de alguns políticos" e as "migalhas do Estado". Aproveitando ainda a presença do presidente da Câmara, reivindicou algumas obras que considerou importantes, como uma sede para as colectividades e o aumento do cemitério, e pediu a Portas que exerça "a sua valiosa influência para concretizar as obras que estão projectadas".

Numa vila que tem uma vida política marcada pelos confrontos entre o presidente da Junta Luís Filipe Oliveira, militante do PSD, e Jorge Paiva, ex-presidente da junta e líder da oposição PSD, o presidente da Câmara arrancou efusivos aplausos quando anunciou que irá levar à próxima reunião de Executivo uma proposta de comparticipação de 25 mil euros para a primeira fase das obras do novo Centro Cívico local. O autarca destacou a necessidade estabelecer parcerias entre a Câmara, Governo e juntas, que transformam "as dificuldades em oportunidades".

As obras inauguradas por Portas, no valor de cerca de 110 mil euros, foram suportadas maioritariamente pela Junta de Freguesia.

O espaço Internet, que tem seis postos, vai deixar o hall de entrada da Junta de Freguesia para passar para uma sala própria que resultou da ampliação do edifício. Já estação dos CTT fica agora instalada nos rés-do-chão desse mesmo edifício, e por isso mais acessível a todos, em particular idosos e pessoas com deficiência que por vezes se viam privados de aceder aos serviços postais no primeiro andar. A abertura desta estação dos CTT vai também permitir à Junta passar a receber dos Correios de Portugal um subsídios de 450 euros mensais.

A última das inaugurações foi o "Monte de S. Marcos", que sofreu obras de ampliação e beneficiação. Novo piso têm também os parques de estacionamento envolventes à Junta de Freguesia. Segundo Luís Filipe Oliveira, a comparticipação da Câmara foi de 11 mil euros. As obras, a que falta ainda a parte de electrificação, custarão cerca de 110 mil euros."

domingo, janeiro 30, 2005

Visita de Paulo Portas II

Na edição de hoje do jornal "Correio da Manhã" saiu um artigo sobre a vinda de Paulo Portas a Fajões.
Aqui fica o artigo na sua totalidade:

"Antes de rumar ao Minho, Paulo Portas, na sua qualidade de ministro de Estado, esteve na vila de Fajões, em Oliveira de Azeméis, para inaugurar um posto dos Correios, um Espaço Internet e um jardim de merendas. A sua deslocação aconteceu no intervalo entre duas iniciativas de pré-campanha eleitoral - uma no mercado de Oliveira de Azeméis e outra, como já se referiu, em Viana do Castelo - e motivou alguma surpresa, não só por fugir ao âmbito normal das suas funções governativas, mas também por se tratar do cabeça-de-lista do CDS por Aveiro.

Antes mesmo que os jornalistas tivessem oportunidade de o questionar sobre o assunto, Paulo Portas usou as primeiras palavras do seu discurso para "deixar claro" em que condições ali se encontrava. "Estou aqui principalmente como amigo, mas se alguma qualidade institucional tivesse de invocar seria a de ministro de Estado", salientou. "Uma pessoa que é simultaneamente ministro de Estado, da Defesa e do Mar, e tem ainda uma agenda política carregada, tem de fazer uma gestão criteriosa do seu tempo". Como não podia recusar um convite do "amigo" Luís Filipe Oliveira, presidente da Junta de Fajões, Portas encontrou forma de encaixar a visita "entre afazeres políticos em Oliveira de Azeméis e no Minho". Mas, para que não haja dúvidas, frisou ainda: "Arranjei uma maneira de separar as funções. O carro do partido ficou em Oliveira de Azeméis. Vim para aqui no carro de Estado e sigo agora para o Norte no carro do partido".

Em pouco mais de hora e meia, o ministro inaugurou o novo posto dos CTT, assinou o livro de honra do Espaço Internet e descerrou a placa do Parque de Merendas de S. Marcos. Alguns metros à frente do último afazer de Estado em Fajões, Portas apeou-se do BMW do Ministério e entrou para o Peugeot do partido, deslocando-se então à apresentação de candidatos em Viana do Castelo."

Em breve serão publicados novos conteudos sobre este assunto, tal como a Foto-Reportagem e mais alguns artigos que foram publicados na comunicação social.

Saudações...

sábado, janeiro 29, 2005

Visista de paulo Portas



Pois é... o dia de hoje ficará marcado na memoria de todos os Fajoenses (e não só), pela visita do Sr. Ministro de estado, o Dr. Paulo Portas.

O Sr. Ministro fez questão de frisar, que vinha a Fajões como amigo do autarca local e não como membro de estado, dando assim uma resposta às notícias que foram divulgadas na rádio renascenças no bloco informativo das 23.00 de sexta-feira. Paulo portas despediu-se do povo, já no S. Marcos, citando a seguinte frase: "Viva Fajões...Viva Oliveira de Azeméis... Viva Portugal" o que produziu um forte impacto na população!

Já está a ser elaborada uma Mega Foto-report, com cerca de 55 fotos e também será colocado on-line, dentro de alguns dias, uma notícia sobre todos os acontecimentos.

Nota: Quem quiser ouvir o áudio que foi transmitido na rádio renascença sobre a polémica que gerou a vinda de Paulo Portas a Fajões, pode contactar-me através do email: Sousa1982@sapo.pt ou pessoalmente.

Saudações...

sexta-feira, janeiro 28, 2005

Fajões, 2 - Pinheirense, 0 (I divisão Distrital)

Locais mais fortes

A vitória do Fajões não sofre contestações, pese embora o grande empenho do Pinheirense. A equipa da casa entrou bem no jogo e através do grande suporte colectivo protagonizou uma série de oportunidades, estando, porém, os seus avançados em dia não. O Pinheirense foi sempre uma equipa passiva, tendo criado algumas oportunidades, mas a defensiva da casa negou-lhe os seus intentos.

A um minuto do final da primeira parte, o Fajões abriu o marcador por intermédio de Pedro. Na segunda parte assistiu-se a uma ligeira reacção dos homens do Pinheiro da Bemposta à procura do golo. No entanto, os donos da casa reagiram novamente, mantendo o maior domínio de jogo. Com os avançados a falhar, por duas vezes, à boca da baliza, aos 55 minutos Machado cabeceou a bola, fazendo um belo chapéu ao guarda-redes Violas e, assim, tirou as aspirações à equipa do Pinheirense de pontuar. Por muito que tentasse, o resultado não se alterou. A arbitragem esteve em plano razoável.

Saudações...

quinta-feira, janeiro 27, 2005

Foto-Report das obras no S. Marcos

O cume da colina de S. Marcos, a 477 metros de altitude, é um miradouro privilegiado de onde, em dias claros, mesmo a olho nu, se vislumbra vasto e deslumbrante panorama, terras desde a orla marítima de Aveiro até a cidade do Porto. A área envolvente com a flora característica da região é um rincão de beleza natural que oferece espaços aprazíveis para pic-niques, lazer e prática de alguns jogos, no sopé do morro.

No Foto-Report que foi elaborado, podem ficar a conhecer melhor esse local. A Foto-Reportagem tem um total de 28 fotos. Para aceder à Foto-Report basta clicarem no link que se encontra no final da notícia.

  • Foto-Report das obras no monte de S. Marcos

  • Foto-Report


  • Saudações...

    quarta-feira, janeiro 26, 2005

    Elemento do governo visita Fajões


    No próximo sabado, dia 29 de Janeiro, Fajões será alvo de uma visita de um elemento do governo, mais precisamente o ministro de estado, o Dr. Paulo Portas.
    Esta visita deve-se ao facto, das duas inaugurações que irão decorrer no sábado. Mais precisamente, serão inauguradas as obras em torno da Junta de freguesia e também as obras no monte de S. Marcos.

    Aproveito já para dizer, que está a ser elaborada uma Foto-Report relacionada com as obras do monte de S. Marcos. Para terminar, e já que estamos numa fase de revelações, aproveito para dizer que irá ser feita uma cobertura total de todas as actividades que decorrerão no domingo, para mais tarde ser publicada uma Mega-reportagem.

  • Foto-Report das obras circundantes à Junta
  • Saudações...

    terça-feira, janeiro 25, 2005

    Image Hosted by ImageShack.us

    Um ano depois...O teu sorriso nao se apagou. Jamais te esqueceremos Miki.

    Página do #Fajões já On-Line


    Já tinha alterado o endereço na barra de link`s do blog, mas só ontem foi tornada oficial a nova página do #Fajões do IRC.

    Venho então por este meio, informar que já podem visitar a nova página de canal, que em breve estará a funcionar na sua totalidade.
    Aproveito também a ocasião, para dizer que está a ser organizada mais um jantar convívio do canal. Quando existirem informações concretas, serão publicadas aqui no blog.

    Não posso também deixar a ocasião, sem agradecer todo o apoio que o #Fajões tem dado a este projecto.

  • Página oficial do #Fajões
  • Saudações...

    segunda-feira, janeiro 24, 2005

    Incêndio deflagra na Nortinox

    Por volta das 19.30 de hoje, foi dado o alerta no quartel dos Bombeiros Voluntários de Fajões, de um incêndio que deflagrava numa fábrica de Fajões (Nortinox).

    Segundo informações de um Mega-Reporter, ao qual desde já agradeço as imagens que me enviou apesar da qualidade das mesmas, o foco de incêndio teve origem no interior da fábrica, e só graças à rápida intervenção dos B.V.F. não atingiu proporções maiores.
    Este "pequeno incêndio" fez deslocar 5 carros de combate a incêndios juntamente com cerca de 15 homens da corporação.

    Quero uma vez mais, agradecer ao Mega-Reporter, não só pelas imagens, mas também pela informação que forneceu.

    Podem ver as fotos no nosso Foto-Report.

  • Foto-Report


  • saudações...

    sexta-feira, janeiro 21, 2005

    Foto-Report já On-Line

    Antes de mais, quero agradecer ao Dr. Luís Filipe pela sua disponibilidade para a concretização desta Foto-Report relacionada com as obras que estão a ocorrer em torno da sede da junta de freguesia.

    A Foto-Report é composta por 13 fotos e podem aceder directamente ao conjunto de todas as fotos clicando no link que se encontras no final da notícia.

  • Foto-Report



  • Saudações...

    quinta-feira, janeiro 20, 2005

    Equipar e formar são prioridades para os novos órgãos sociais

    Image Hosted by ImageShack.us
    O investimento no equipamento indispensável ao socorro de pessoas e bens e na formação dos bombeiros para uma mais ampla especialização no desempenho das funções para que estão vocacionados vai ser a pedra de toque da nova direcção da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários.

    Image Hosted by ImageShack.us

    Em resultado do acto eleitoral de 21 de Novembro último, tomaram posse os novos órgãos sociais da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Fajões para o biénio 2005/2006. Augusto Pais, Martinho Almeida e Ernesto Gonçalves presidem, respectivamente, à assembleia-geral, à direcção e ao conselho fiscal. No virar de mais uma página do historial da jovem Associação, perpassou o agradecimento aos que agora cessaram funções, exemplos de abnegação e de doação cada vez mais difíceis de encontrar e os votos de um mandato profícuo aos empossados.

    Investir no equipamento e na formação

    Ao assumir a presidência da direcção, Martinho Almeida garantiu que, em termos de gestão, procurará exercer "uma conduta de rigor e parcimónia. Os recursos económicos serão canalizados, nomeada e prioritariamente, para investimento no sector de equipamento indispensável ao socorro de pessoas e bens, bem como para a formação profissional dos bombeiros, de forma a adquirirem uma mais ampla especialização para o desempenho das suas funções".
    Para além dos factores material e financeiro, o novo presidente da direcção defendeu que todos, órgãos sociais, comando e corpo activo estejam "irmanados e com um mesmo sentido de orientação, pugnando pelo prestígio e desenvolvimento desta Associação, pois, acrescentou, estamos cá para servir e não de nos servirmos".
    Esta foi também a mensagem deixada pelo presidente da assembleia geral. Augusto Pais defendeu, como forma mais eficaz da Associação reduzir substancialmente as dificuldades, "atitudes dinâmicas, princípios inovadores, uma gestão pragmática, com princípios de rigor devidamente sustentados e pontes de diálogo e de aproximação".
    Profundo conhecedor dos males que afligem os bombeiros e a protecção civil, o novo presidente da assembleia-geral apontou alguns princípios que a nova lei orgânica do Serviço Nacional de Bombeiros e Protecção Civil deve contemplar, pois, afirmou, os problemas que os afectam são estruturais. Augusto Pais reclamou "uma relação forte e concertada entre as autarquias e as associações de bombeiros, sob a égide da Associação Nacional dos Municípios Portugueses e a Liga dos Bombeiros Portugueses.
    No caso concreto do nosso concelho, elogiou a acção do presidente da Câmara Municipal pelos "passos importantes que foram dados no domínio do Serviço Municipal de Protecção Civil e numa nova filosofia de apoio às associações humanitárias do concelho", alvitrando que "devem ser introduzidas algumas melhorias no que respeita a uma crescente e permanente aposta nos apoios, no reequipamento e formação técnica e, sobretudo, na criação de Grupos Profissionalizados de Intervenção Permanente. Equipar os Bombeiros é equipar a Protecção Civil Municipal.

    Image Hosted by ImageShack.us

    Câmaras e bombeiros, o mesmo objectivo

    O presidente da Federação dos Bombeiros do Distrito de Aveiro (FBDA), que também representava a Liga dos Bombeiros Portugueses elogiou uma instituição que "tem um quartel digno e uma estrutura financeira sólida". Saudou Augusto Pais, "nem sempre comungamos das mesmas ideias, mas une-nos o desejo de fazer mais e melhor pelos Bombeiros Portugueses" e recordou o Dr. António Oliveira, "com alguma saudade e revolta pela forma como partiu". António Valente, citando o comandante honorário Ramiro Alegria, quando diz que uma casa só é grande se tiver memória, considerou que "esta casa tem memória; por isso é grande e será ainda maior com as pessoas que hoje tomaram posse".
    A encerrar a sua intervenção, o presidente da FBDA lembrou ao poder autárquico que só terá sucesso "se for apoiado com amizade e frontalmente nos Bombeiros. Só assim poderemos construir segurança no nosso país, porque na mente dos Bombeiros só existe uma vontade, a de servir bem as populações".
    Na resposta, o presidente da Câmara defendeu que "os objectivos dos Bombeiros são os mesmos das câmaras municipais". No caso concreto do nosso município, Ápio Assunção sublinhou que "temos de aproveitar a riqueza que temos nas duas Associações Humanitárias. O que fizemos é ainda muito pouco. Temos de reformular os protocolos com as vossas críticas". Na sequência do estudo dos custos dos corpos de bombeiros municipais bem maiores do que os dos voluntários, apresentados por Augusto Pais, afirmou: "Não vamos para a municipalização, é perder outra riqueza e um valor que deve existir entre nós, o do espírito de doação, de voluntariado". O autarca prometeu para breve a continuação do trabalho de estruturação do Serviço de Protecção Civil, porque, acrescentou, tem de haver uma ligação forte, séria e estruturada em acordos que têm de ser cumpridos".
    A encerrar as intervenções, o secretário de Estado do Desporto e presidente da Assembleia Municipal enalteceu o voluntariado, destacando o papel das associações de bombeiros. "Estas associações desenvolvem um trabalho notável e insubstituível, numa missão nobre que não se pode esquecer". Hermínio Loureiro apelou a uma mudança de mentalidade no que diz respeito aos bombeiros, tendo-os sempre presentes e não apenas quando são precisos. Por isso, acrescentou, é legítima a vontade dos bombeiros em estarem dotados dos melhores meios de socorro".

    À margem

    O acto de tomada de posse foi muito concorrido. Para além de elementos da Associação, marcaram presença autarcas das freguesias de Fajões, Cesar, Carregosa, Macieira de Sarnes, Nogueira do Cravo e Escariz, bem como o vice-presidente da Câmara de Arouca.
    A Associação Humanitária dos Bombeiros V. de Oliveira de Azeméis fez-se representar pelo presidente da direcção, pelo segundo comandante, tendo ainda estado presente o comandante do quadro honorário, Ramiro Alegria.
    A Associação dos Operacionais e Dirigentes dos Bombeiros Portugueses enviou uma mensagem assinada pelo presidente da direcção, Lourenço Baptista. Na missiva, além de justificar a ausência, o presidente informava que a Associação fazia-se representar por Augusto Pais, "uma personalidade marcante no universo dos bombeiros portugueses".
    Da Junta de Freguesia local, o presidente garantiu todo o apoio aos novos órgãos sociais.

    Saudações...

    quarta-feira, janeiro 19, 2005

    Inquérito - 4

    Terminou hoje o inquérito da semana. A questão que foi a votos foi a seguinte:

    "Concorda com a integração do ensino secundário na E.B.2,3 de Fajões?"

    Os visitantes do blog concordam com a integração do ensino secundário. Com um total de 10 votos, 7 deles(70%) concordam, enquanto que apenas 3 votos(30%) estão contra.

    Image Hosted by ImageShack.us

    O inquérito para esta semana, está relacionado com uma promessa feita já a algum tempo e que está relacionada sobre a construção de um auditório paroquial nas imediações da Igreja Matriz de Fajões. O projecto até está fixado perto da Igreja, mas pelos vistos ficou-se pela intenção.

    A pergunta então é a seguinte: "Ainda acredita na construção do centro paroquial?"

    Como já é habitual, podem aceder ás votações através do link que se encontra no final da notícia.

  • Inquério


  • Saudações...

    terça-feira, janeiro 18, 2005

    Fajões, 3 - LAAC, 1


    GDF
    Originally uploaded by leiteiro.

    Os visitantes entraram mais rápidos sobre o esférico, chamando a si o domínio das operações e construindo boas jogadas.

    O Fajões ia defendendo bem, e em contra-ataques marcou por intermédio de Ratinho, aos 32 minutos de jogo. Passado nove minutos, o Fajões aumentou o marcador por intermédio de Kikas. Mesmo com este resultado adverso, o LAAC, até ao final do jogo, tudo tentou para dar a volta ao resultado e conseguiu reduzir o marcador aos 74m. A resposta dos donos da casa não se fez esperar e Pedro deu a alegria aos adeptos do Fajões, justificando, assim, a vitória. Arbitragem razoável.

    O Grupo Desportivo de fajões, encontra-se actualmente no 16º lugar da tabela classificativa com um total de 22 pontos.

    Saudações...

    segunda-feira, janeiro 17, 2005

    Obras em bom Ritmo!

    As obras circundantes à sede da junta de freguesia estão a desenvolver-se a grande velocidade.

    A estação dos correios já está praticamente pronta, faltando apenas o "recheio" no interior. Da mesma forma está o "Espaço público de Internet". O "Centro cívico" por seu lado, é o que está mais atrasado, mas mesmo assim já se pode ter uma breve ideia de como será no futuro.
    Hoje mesmo teve inicio a pavimentação do piso envolvente à sede da junta.

    Desde já aproveito para informar que está a ser preparada uma Foto-reportagem sobre essas mesmas obras. A foto-report estará em principio on-line quinta-feira. Quando esta mesma se encontrar on-line será feita referencia aqui no blog.

    Saudações...

    quinta-feira, janeiro 13, 2005

    Assembeleia Geral


    No próximo dia 15 irá se realizar uma assembleia geral para todos os associados da Banda Musical São Martinho de Fajões.

    A assembeleia terá lugar na sede da banda e tem ìnico marcado para as 21H30m.

    Saudações...

    quarta-feira, janeiro 12, 2005

    Inquérito - 3


    Terminou hoje a votação que decorreu durante toda esta semana.

    A pergunta que foi a votos era a seguinte: Pensa que a construção de uma farmácia em Fajões deveria ser prioridade para a junta de freguesia?

    De um total de 9 votos, 33 % (3) pensam que a farmácia é necessária em Fajões, enquanto que 67 % (6) estão contra a construção de uma farmácia.

    A próxima pergunta será a seguinte: "Concorda com a integração do ensino secundário na E.B.2,3 de Fajões?"

    A votação está aberta até à próxima quarta-feira.

    Podem aceder directamente á votação através do seguinte link:

  • Inquérito

  • segunda-feira, janeiro 10, 2005

    Assembleia Geral

    No próximo dia 16 do mês corrente, irá se realizar uma assembleia para os associados da ACREF (Associação Cultural e Recreativa de Fajões), com a seguinte ordem de trabalhos:

    - Eleição dos novos órgãos administrativos

    A assembleia decorrerá na sede desta associação e terá início pelas 10 horas.

    Saudações...

    domingo, janeiro 09, 2005

    Previna-se contra eventualidades!

    Trata-se de um assunto que está na ordem do dia e que o jornal "Correio de Azeméis" não ficou indiferente. Com a devida "vénia" ao jornal, o blog transcreve um pequeno excerto.

    "Nunca é demais prevenir para a chegada de alterações meteorológicas, já que, nesta altura, o risco de chuvas intensas, inundações, neve e frio intenso são muito mais prováveis. Para diminuir os efeitos nefastos e eventuais prejuízos, cada cidadão deve interiorizar e colocar em prática, sempre que necessário, os procedimentos de segurança e as medidas de auto-protecção para cada risco."

    Pela razão do artigo ser muito longo, apenas foi publicado este pequeno excerto, mas para acederem ao artigo completo basta acederem no seguinte link:


  • Artigo do jornal Correio de Azeméis


  • Saudações...

    sexta-feira, janeiro 07, 2005

    Os mais de 2004!


    Na sequência de uma iniciativa da cámara Municipal de Oliveira de Azeméis, foram atribuìdos dois "prémios" à freguesia de Fajões.
    Trata-se de uma iniciativa que pretende destacar o que de melhor e pior aconteceu no ano de 2004.

    A nossa freguesia ganhou em duas categorias.
    Na categoria "Desporto" destacou-se o Grupo Desportivo de Fajões, que venceu a categoria juntamente com a Juventude Desportiva Carregosense, tendo este sido mencionados como os grandes campeões de 2004.

    A outra "vitoria" foi na categoria mais "polémica" do ano.
    "Não escasseiam razõs à populações para cada vez mais se preocuparem com a defesa do ambiente. A instalação de uma central de betuminoso em Fajões um processo de contornos ainda não suficientemente esclarecidos ? gerou mal-estar entre a população e esteve na origem de não terminada polémica.? Foi a explicação para a nomeação. Foram as razões dadas para a atribuição do prémio.

    Saudações...

    quarta-feira, janeiro 05, 2005

    Inquérito - 2

    Terminaram hoje as votações à pergunta desta semana.

    Sete utilizadores responderam à seguinte questão: Concorda com a recandidatura de Luís Filipe nas próximas eleições?

    71 % dos votos concorda com a recandidatura do actual presidente, enquanto que 29 % discorda.

    A pergunta para esta semana é a seguinte:

    Pensa que a construção de uma farmácia em Fajões deveria ser prioridade para a junta de freguesia?

    As votações estão abertas até á próxima quarta-feira.

    Podem aceder directamente à votação através do seguinte link:

  • Votação

  • Mega - Resportagem da ultima Assembeleia geral


    O Plano Plurianual de Investimentos e o Orçamento para 2005, propostos pela Junta de Freguesia fajoense, foram aprovados em Assembleia, mesmo sem os votos favoráveis da opo-sição. O "desmazelo" do escadório em frente à igreja foi um dos pontos criticados pelos membros do PSD.

    Na noite do passado dia 29 realizou-se, na sede da Junta, a Assembleia de Freguesia onde, entre a discussão de outros assuntos de interesse para a vila, foram aprovados o Plano Plurianual de Investimentos (PPI) e o Orçamento, que ronda um valor de 380 mil euros, dos quais 140 mil são destinados a receitas correntes e 239 mil a receitas de capital. Em termos de despesas, como esclareceu o secretário António Almeida, houve um aumento do seu valor devido à existência de dois novos funcionários para trabalhar na Junta de Freguesia no ano de 2005. "É um Orçamento de acordo com a realidade em que vivemos", confirmou. Depois de interpelado por Jorge Paiva, da bancada do PSD, o presidente da Junta de Freguesia esclareceu a atribuição de verbas a determinadas rubricas incluídas nas receitas de capital. São disso exemplo, os 135 mil euros que, segundo explicações do secretário, é uma verba "prometida pela Câmara Municipal" para a concretização de determinadas obras, como o auditório, caminho agrícola das Lavoeiras, edifício dos Correios, sanitários públicos e bancadas para o polidesportivo, bem como 75 mil euros correspondentes à venda de terrenos do cemitério. No final dos esclarecimentos dos membros da Junta de Freguesia, Jorge Paiva afirmou ser "um Orçamento muito ambicioso, contando sempre com o ovo, ainda, no cu da galinha".

    PPI tem definidos 234 000 euros

    Quanto ao PPI apresentado, António Almeida referiu que ele apresenta actividades "quase certas", estando nele definidos cerca de 234 mil euros para o ano de 2005. Assim, no PPI, entre outros, estão definidos 20 mil euros para reparação e beneficiação da sede da Junta de Freguesia; 55 mil euros para o auditório polivalente e zona envolvente do Centro Cívico; 35 mil euros para reparação e beneficiação do polidesportivo ; bancada e balneários; , estando nesta rubrica 15 mil euros ainda não definidos. Depois de Jorge Paiva pedir explicações quanto à situação económica do poder local "quando provado que não há dinheiro, como podem andar a fazer o levantamento de passeios para voltar a construí-los? ", o presidente do órgão executivo reconheceu a crise económica e respondeu à pergunta, dizendo que a criação dos Correios e do espaço Internet acarretava a necessidade de "embelezar" o espaço em redor da Junta. Em relação à 4ª fase da via do nordeste, Luís Filipe Oliveira assegurou que o presidente da Câmara Municipal pediu para "identificar os proprietários do terreno", tendo garantido, ainda, que a obra ficará concretizada durante este ano de 2005. Já Carlos Duarte, também do PSD, levantou a questão da necessidade de uma farmácia em Fajões, um estabelecimento que "os idosos iam gostar muito", mas o líder fajoense frisou que tal "nunca foi prometido por este Junta de Freguesia, apesar de estarmos atentos a essa questão".

    "O escadório é a maior vergonha de Fajões"

    O membro social-democrata criticou, ainda, o órgão executivo local pelo "desmazelo" no escadório frente à igreja e que foi mandado construir pela Câmara Municipal. "Foi uma obra onde a autarquia gastou muito dinheiro e o seu presidente esteve aqui, recentemente, e não deve ter gostado nada de ver o arranjo urbanístico cheio de ervas, musgo e silvas", opinou Carlos Duarte. "Foi a maior vergonha que se fez em Fajões", lamentou o líder da autarquia, referindo que "sem projecto fez-se o escadório e o resultado está à vista de todos". Luís Filipe Oliveira considerou que foi uma obra feita em plena campanha eleitoral, que, "infelizmente, se construiu no nosso mandato", tendo o mesmo mencionado que foram várias as tentativas para, em vez da construção do escadório, aí nascer uma casa mortuária, uma casa de banho e uma sala de espera, "porque havia espaço para tudo isso". Trata-se de "um dos lugares mais bonitos da freguesia, que foi estragado com o escadório para enganar o povo", concluiu. No entanto, nem tudo foram críticas, por parte da oposição, ao trabalho realizado pela Junta de Freguesia. A comprová-lo estão os elogios a este órgão pela geminação com a cidade francesa de Lucé e o funcionamento do centro de saúde, o que deixou os membros da Junta de Freguesia "espantados".

    Membro da oposição sem direito de resposta

    Para 2005, Carlos Duarte, do PSD, desejou que se fizessem mais obras e que se vissem "menos vergonhas", o que exaltou Luís Filipe Oliveira, levando-o a levantar a voz e a afirmar que o membro social-democrata "estava habituado a ver cenas de pancadaria no passado, mas, desde aqui estou, nunca assistiu a essas situações". Posto isto, Jorge Paiva exigiu o direito de resposta às "acusações" de que foi "vítima", mas tal não lhe foi concedido pelo presidente da Assembleia, Manuel Carvalho, que, de pronto, passou a palavra ao secretário da Junta de Freguesia para apresentar a situação actual do organismo que representa. Assim, António Almeida mencionou que a autarquia entendeu que o espaço Internet, com cerca de 60 usufruidores, deveria ter um cartão de utilizador e começou a distribuir um por cada membro presente da Assembleia de Freguesia. A inauguração do novo espaço Internet está prevista para este mês de Janeiro. Um mini-curso de computadores, também, faz parte dos planos da Junta de Freguesia para 2005. Será gratuito, com início agendado para Fevereiro, onde poder-se-ão inscrever, já a partir deste mês, apenas, pessoas com idade superior a 35 anos. Durante este período de 10 aulas, os alunos vão aprender a escrever no programa "Word" e a "navegar" no espaço on-line. Depois do escadório, as críticas à Câmara Municipal continuaram, pois, "se não fosse a Junta de Freguesia, Fajões não tinha uma única obra, porque a Câmara Municipal não faz uma única construção nesta freguesia". O secretário do executivo local divulgou, ainda, que o presidente da Câmara Municipal, Ápio Assunção, enviou, recentemente, para as obras de ampliação da casa da Junta 10 000 euros.

    "Orçamento com muitos "ses " "

    Quando chegou a vez dos presentes se manifestarem, Joaquim Silva teceu um comentário ao Orçamento apresentado, pois considerou que tem muitos "ses", e criticou o facto de nenhum membro da Junta de Freguesia de Fajões ter acompanhado o presidente da edilidade na sua recente visita a S. Marcos. Em relação às obras no auditório, o mesmo habitante referiu que se depara com uma entrada para um caminho particular, ao passo que Luís Filipe Oliveira referiu que é uma entrada destinada a um caminho pedestre com ligação ao rio. Orlando Bastos, por sua vez, questionou o presidente da Junta quanto à construção da habitação social, tendo o líder local admitido que o terreno para esse efeito já esteve em vias de aquisição, mas, por vários motivos, essa não se concretizou. "Dado as dificuldades económicas da Junta de Freguesia, há obras mais importantes do que essa e que damos prioridade. Mas é uma temática a ter em atenção no futuro", reconheceu.

    Saudações...

    terça-feira, janeiro 04, 2005

    Fajões, 2-Pessegueirense, 0 (Iª Divisão Distrital)

    O G. D. Fajões entrou bem no ano 2005 e foi com naturalidade que chegou à posição de vencedor. Adaptou-se bem e conseguiu conquistar os três pontos, perante um adversário que só causou perigo nos lances de bola parada.

    O Fajões marcou aos 11 minutos de jogo, um belo golo de Simão, a finalizar uma boa jogada dos donos da casa.
    Na segunda parte, o cariz do jogo não se alterou.Naturalmente que o Pessegueirense procurou reagir mas sem quaisquer resultados práticos. Os donos do terreno desperdiçaram várias oportunidades. Assim, o resultado é justo mas peca por escasso. A equipa de arbitragem liderada põe Leonardo Marques esteve razoável.

    Saudações...

    segunda-feira, janeiro 03, 2005

    Tragédia na Ásia!


    Perante este terramoto, seguido de ondas gigantescas que causaram a morte também a compatriotas nossos em férias, ficamos a perceber como são tão, tão pequeninas as nossas querelas do quotidiano. Para ver e reflectir.

    domingo, janeiro 02, 2005

    Rescaldo da passagem de ano

    Na noite de passagem de ano, os Bombeiros Voluntários de Fajões, organizaram uma festa para todos aqueles que quisessem participar.

    A festa foi abrilhantada por dois conjuntos musicais, mas teve como seu ponto forte, a descarga de fogo de artifício que teve a duração de cerca de 10 minutos.

    Quem tiver fotos da festa, que me contacte ou que envie a(s) foto(s) para o seguinte mail: Sousa1982@sapo.pt

    Saudações?

    Daniel Santos continua ao leme


    Daniel Moreira Santos foi reeleito para mais um mandato à frente dos destinos do Núcleo Sportinguista de Fajões. Na hora da eleição, Daniel Santos pediu uma maior adesão dos associados, sobretudo daqueles que estiveram na génese da colectividade e que agora como que se eclipsaram.

    O Núcleo Sportinguista de Fajões elegeu os órgãos sociais para o biénio 2005/2007. Alcides Queirós, Daniel Jorge Moreira Santos e Alfredo Carlos Vieira Borges presidem, respectivamente à mesa da assembleia geral, direcção e conselho fiscal. Na hora da eleição por unanimidade, o reeleito presidente da direcção pediu a adesão dos associados, admitindo que se isso acontecesse, o Núcleo funcionaria melhor. Particularmente crítico, Daniel Santos adiantou que se tivesse uma fotografia dos fundadores, "a cara de alguns seria pintada a negro, porque não aparecem, não pagam quotas e criticam por fora. São pessoas que, no início tiveram tanto entusiasmo e agora perderam-no. Ora, acrescentou, o Núcleo é de todos nós sportinguistas, é um trabalho que estamos a fazer e que as pessoas não reconhecem". Centrando-se sobre a falta de adesão à vida do Núcleo, o presidente da direcção constatou que dos 143 associados só cerca de meia centena tem as quotas pagas. "Têm a mística do Sporting, nasceram para sofrer e fazer sofrer os outros". Para os próximos dois anos, os órgãos sociais agora eleitos garantem o mesmo entusiasmo e a continuidade do Núcleo. Contudo, o presidente já foi avisando que "a continuar assim, não podemos estar a acarretar com despesas".

    Saudações...