Toda a informação relacionada com a freguesia de Fajões; AGENDA: 29/01 - S. Roque - Fajões (15.00 horas)// TODOS OS COMENTÁRIOS SÃO DE TOTAL RESPONSABILIDADE DOS SEUS AUTORES

segunda-feira, abril 25, 2005

Longe da vista, nunca do coração...


A pedido de um visitante assí­duo do blog, tenho o prazer de publicar um poema que foi retirado de um livro, intitulado: Longe da vista, nunca do coração, que será lançado, em Portugal, na segunda semana de Maio. Este livro é de autoria da Sra. Alzira Macedo, emigrante portuguesa que está neste momento a residir em Krefeld - Alemanha.

Podem já ficar a saber, que neste livro é feita referência à nossa freguesia e a gentes da nossa terra.
Quem és...

Quem sou eu, já não me reconheço.

Te procuro por todo lado, sem ter endereço.

Em que estradas, em que marés!!!

Que te procuro sem saber quem és?

Que redes amarram teus passos, que desvios confundem tua rota.

Que nunca te ouço bater á minha porta.

Procuro-te nas estrelas, juntamente com a lua fazem um lindo luar.

Permaneces longe, não te consigo alcançar.

Da lua cheia à minguante!!!

Te sinto tão distante.

Te vejo por toda a parte, imagino-te a meu lado!!!

Sorrindo-me nas alegrias, ouvindo-me com razão.

Acarinhando-me nas tristezas, sentindo-me com o coração.

Não te mostrando de verdade, não percebo tua razão.

A vida sem ti é melancólica!!!

Eu. e tu, portador de meu ser.

Para te encontrar o mundo ia percorrer.

Percebo-te na alma, não demores a me encontrar. Estou ansiosa para poder sem medo te abraçar.

Ensina o meu caminho escolher.

Destino!!!

Porque não me deixas te conhecer.

0 Comentários:

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home