Toda a informação relacionada com a freguesia de Fajões; AGENDA: 29/01 - S. Roque - Fajões (15.00 horas)// TODOS OS COMENTÁRIOS SÃO DE TOTAL RESPONSABILIDADE DOS SEUS AUTORES

terça-feira, julho 05, 2005

Carta ao Director

Publicou o Correio de Azeméis, no n.º 4111, a página 6, de 28 de Junho, sob a epígrafe «Associações reclamam subsídios», uma declaração do Sr. José Santos em que, fora de tempo e do lugar próprio, pretendeu responsabilizar a Junta de Freguesia de Fajões por um previsível e/ou suposto encerramento da escola do Areal, como se fosse da competência desta Autarquia a administração e gestão das escolas, que são exclusivamente do Ministério da Educação, da DREN, CAE, Câmara Municipal e Agrupamento Escolar.A citada declaração acusatória à Junta de Fajões, feita extra reunião das Colectividades desta Freguesia pelo Sr. José Santos é um acto de cobardia, pois em vez deste senhor pôr a questão e esclarecer-se na reunião das Colectividades com o presidente da Assembleia Municipal e vice-presidente da Câmara Municipal, e onde também esteve o presidente da Junta de Freguesia de Fajões, o Sr. José Santos falou apenas de alguns assuntos, mas não teve a frontalidade, nem a hombridade de pôr a questão das escolas que cobardemente reservou para, fora da reunião, atacar por as costas (e por meio do Correio de Azeméis) quem esteve na reunião e o esclareceria convenientemente, se aí levantasse a referida questão.

Simultaneamente, o Sr. José Santos cometeu um grave abuso de confiança do Jornalista, que por ter chegado já depois da sua breve intervenção, foi iludido pelo Sr. Santos ao entregar-lhe para publicação um texto como se fosse cópia da sua intervenção, na dita reunião, e, além disso, foi uma despudorada cilada ao Correio de Azeméis que, na sua boa-fé, ao veicular o escrito calunioso - e falsamente apresentado ao Jornalista como intervenção oral na reunião - se tornou cúmplice na ofensa a esta Junta de Freguesia.

Por respeito aos leitores do Jornal, esclarecemos o caso: foi no Fórum da Azeméis FM - 19 Freguesias um só coração - que o Jornalista João Araújo lançou a questão de vir a fechar a escola do Areal. Como o Sr. José Santos ficou algures a ouvir este Fórum, desgostoso e de coração danado pelo desfiar de obras e iniciativas desta Junta, e contrariado pela simpática presença dos dirigentes das Colectividades Locais, que não seguiram o seu mau exemplo de como presidente do Centro Social ter faltado ao convite, o Sr. José Santos deturpou malevolamente a resposta dada pelo presidente da Junta de Freguesia de Fajões, que não aplaudiu nem aplaude o encerramento ou desactivação da escola do Areal ou de qualquer outra de Fajões.

O presidente da Junta, Luís Filipe Oliveira, limitou-se a transmitir que o vereador da Cultura da Câmara Municipal lhe referiu que, dada a diminuição de alunos em idade escolar, uma das escolas poderia vir a fechar, por as outras escolas serem suficientes para receberem todas as crianças. E que a ser desactivada alguma provavelmente seria a escola do Areal. De resto, em todo o País, por falta de alunos para todas as escolas e por economia de recursos, o Ministério da Educação está a fechar algumas escolas, como, muitas vezes, noticia a Televisão e os próprios Jornais e Rádios. O Sr. José Santos, há algum tempo, ao sabor de certos interesses, anda a fomentar hostilidades e a verter fel sobre a actual Junta de Freguesia, por despeito e na ânsia de arranjar um lugar de destaque em alguma lista Autárquica?Isto está a ser muito notório!

Repare-se que a reportagem do Fórum, publicada no Correio de Azeméis, na mesma data, a página 20, contradiz a acusação do Sr. José Santos publicada a página 6; nessa reportagem se afirma "segundo o vereador responsável pela educação Fajões não justifica três escolas primárias em funcionamento" admitindo-se que a escola do Areal poderá ser desactivada e aproveitada para outros fins, biblioteca e ATL.

O presidente da Junta de Freguesia tem a gravação do Fórum, cuja audição faculta a quem quiser tirar dúvidas sobre o que a Autarquia disse sobre a escola e a cultura em geral.

Lamentamos que o Sr. José Santos tenha trazido deturpadamente para a Imprensa tanta mentira, quando, se usasse da mesma cortesia com que a Junta o tem tratado, podia muito bem ter sido esclarecido sobre essas questões na reunião das Colectividades de Fajões, a que faltou!

Lembramos ao Sr. José Santos que é muito feio ser injusto, pois, sempre que tem sido solicitada a colaboração da Junta, esta tem colaborado com o Centro Social de que o Sr. é presidente. A Junta em parceria com o Centro Social encanou, numa grande extensão, as águas que escorriam duma fossa para a via pública e rebaixou a entrada do Centro Social, a nascente, assim como repôs o passeio. Esta Autarquia tem tido a cortesia de apoiar e estar presente em todas as iniciativas e eventos do Centro Social e ainda recentemente participou no passeio dos Idosos a Fátima.

Fajões, 29 de Junho de 2005
O Presidente da Junta de Freguesia de Fajões (Dr. Luís Filipe Oliveira)

Retirado de:

  • Correio de Azeméis
  • 0 Comentários:

    Enviar um comentário

    Links to this post:

    Criar uma hiperligação

    << Home