Toda a informação relacionada com a freguesia de Fajões; AGENDA: 29/01 - S. Roque - Fajões (15.00 horas)// TODOS OS COMENTÁRIOS SÃO DE TOTAL RESPONSABILIDADE DOS SEUS AUTORES

quinta-feira, fevereiro 23, 2006

G.D.F. "abandonado"

Como sabem, a direcção do Grupo Desportivo de Fajões marcou para o passado domingo uma assembleia-geral para discutir os recentes acontecimentos que o G.D.F. foi alvo e também para dar conta da situação actual das obras que o Campo das Cruzes está a ser alvo. Mas, a mesma assembleia foi cancelada por falta da comparência dos associados, facto que é de todo lamentável. É triste ver que nem os sócios do G.D.F. se interessam pelo seu clube, não reconhecendo o esforço que os dirigentes têm feito.

5 Comentários:

At 23/2/06 7:00 da tarde, Anonymous Anónimo said...

Aqui envio a minha solidariedade para a equipa (Comissão Administrativa) que gere os destinos do G. D. de Fajões em tempo de tamanha crise financeira, mas sobretudo de valores.
Temo pelo futuro do nosso querido clube. Belos tempos em que éramos (grandes) a nível distrital. Até a equipa da A. R. C. de Mansores nos vai passar,pois tudo indica que vá ser campeã no seu primeiro ano de provas oficiais, subindo á 2° distrital da próxima época.
As voltas que o mundo dá !

 
At 23/2/06 7:01 da tarde, Anonymous albino pinho said...

O artigo de cima saiu anonimo por acidente, pois é de minha autoria.

 
At 27/2/06 1:25 da tarde, Anonymous homem da verdade said...

tenho pena que haja pessoas como o albino pinho cinicas fala tanto em de fajoes que parece padre mas quando esteve ca no natal ouve quem tocase as janeiras do gdf em casa dele e ele nada mas estava em casa sera confuzao ou cinismo

 
At 27/2/06 8:30 da tarde, Anonymous albino pinho said...

Quase nem merecia resposta, pois não costumo responder a fantasmas. Os covardes são assim mesmo, atacam mas de cara tapada, ou com pseudonimos, mas quase que apostava que sei quem é.
Quanto á minha participação para as associações, ou festas de Fajões, tenho-o feito sempre que me é solicitado dentro dos meus modestos meios. Quanto a terem vindo a minha casa cantar as janeiras eu eu fazer ouvidos de mercador, digo simplesmente, que nem eu nem a minha esposa nos apercebemos de nada. Acreditem se quiserem.

 
At 2/3/06 9:24 da tarde, Blogger Manuel Alcides said...

Estou solidário com o Sr. Albino! Mais ainda, sou da opinião que qualquer entidade que não consiga sobreviver com meios (receitas) próprias está condenada ao fracasso. Não se pode estar sempre a contar com uma "receita extraordinária" para equilibrar as contas, até porque a crise atinge todos e cada um contribui com o que pode.

 

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home