Toda a informação relacionada com a freguesia de Fajões; AGENDA: 29/01 - S. Roque - Fajões (15.00 horas)// TODOS OS COMENTÁRIOS SÃO DE TOTAL RESPONSABILIDADE DOS SEUS AUTORES

quinta-feira, março 30, 2006

Bombeiros homenagearam

No último sábado, a Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários escreveu mais uma página da sua história, inscrevendo nela os nomes de Manuel Correia de Freitas e esposa, Isaltina de Oliveira Júnior, beneméritos que ofereceram uma ambulância.
Porque o dia era de festa para a Associação e para os beneméritos, o corpo activo prestou guarda de honra às entidades oficiais presentes, após o que foi benzida a nova ambulância de emergência oferecida por aquele casal de Cesar.
Já no salão nobre, foram descerradas as fotos de Manuel Correia de Freitas e da esposa Isaltina de Oliveira Júnior, ao lado das de Lurdes Silva, Dr.ª Leonilda Aurora Matos, Arlindo Silva, Sebastião Rocha Dias e Augusto Pais, beneméritos da instituição.

Instituições dependem das benemerências
Na sessão solene que se seguiu, os diversos intervenientes relevaram a grandeza e a nobreza do gesto de Manuel Freitas e esposa. Em nome dos associados, Augusto Pais lembrou que "a sobrevivência de instituições como a nossa depende muito de benemerências, tão escassos são os apoios oficiais". Neste aspecto, considerou que "Manuel Correia de Freitas e a esposa sempre quiseram envolver os familiares mais próximos e aquele que já partiu, Ilídio Freitas. Sentimos a grandeza das vossas almas e o sentido de solidariedade e de partilha dos vossos corações. A nossa gratidão também para o filho Franclim, também imbuído do espírito de solidariedade com a missão que tão devotadamente prosseguimos".
Por seu turno, o presidente da direcção dirigiu "o preito de gratidão a esta família pelo valioso património doado de forma tão desinteressada a esta Associação para ela melhor servir as populações".

Gratidão à família Freitas
Martinho Almeida reconheceu que "a viatura, modernamente equipada, para socorro às vítimas, não teria sido possível sem este gesto de nobreza e de solidariedade de Manuel Correia de Freitas e esposa. Por isso, temos a obrigação de manifestar a esta família a nossa profunda gratidão, pois prestou um enorme serviço às populações da nossa área de acção, ao nosso município, ao País e aos Bombeiros de Portugal".
Durante a sua intervenção, o presidente da Assembleia Municipal fez um reconhecimento público a Augusto Pais "pelo que tem feito pelos Bombeiros Portugueses. Continue com o seu saber em matérias tão sensíveis como a da protecção civil, a dar o seu melhor, a criticar e a sugerir", pediu Hermínio Loureiro.

Atitudes em vez de palavras
A encerrar as intervenções, Manuel Freitas afirmou que cumpria "uma promessa que há algum tempo fizéramos a nós mesmos: a doação de uma ambulância, equipamento essencial, ao trabalho dos Bombeiros Voluntários. Eu e a minha esposa, pensávamos homenagear o nosso querido filho Ilídio, precocemente desaparecido deste mundo, não só da forma que ele tanto gostava, mas também de modo que o nosso gesto pudesse estar ao serviço de toda uma população".
O benemérito justificou a oferta aos bombeiros, porque, justificou "sem desprimor para com outras instituições, tantas vezes são tão pouco reconhecidos eles que, voluntariamente, tanto dão à sociedade, em momentos em que alguns dos seus membros se encontram fragilizados pela tragédia ou pela catástrofe".
A concluir, depois de sustentar que "mais do que palavras, importam as atitudes", Manuel Freitas garantiu que "cumprimos gostosamente um desejo, nosso e da nossa família. Sabemos que o Ilídio, lá no lugar onde se encontra, estará a comungar connosco, da satisfação deste momento. Resta-nos apenas perpetuar a sua memória, da forma que ele, deu sobejas provas disso, tanto gostava e a de meu pai, natural de Fajões".

----------------------------------

Hermínio Loureiro
(presidente da Assembleia Municipal)
"Estas acções de benemerência devem ser muito gratificantes para os bombeiros, percebendo-se que a sociedade civil está aberta aos vossos anseios e dificuldades e quer dar-vos meios para cumprirem a vossa missão, tanto mais que é necessário que os soldados da paz tenham cada vez mais meios para cumprirem a sua missão
Na nossa sociedade cada vez mais egoísta e competitiva, é difícil encontrar dirigentes, porque estão muitas vezes sujeitos a críticas injustas, invejas e incompreensões. É preciso muito respeito pelas associações de bombeiros, dirigentes e voluntários gente em quem só se pensa quando estamos aflitos
Tenho grande estima e consideração por Manuel Correia de Freitas e família, um homem que subiu a vida a pulso, criou um grupo empresarial de sucesso, transformou as dificuldades em oportunidades, disponível para ajudar e servir, que mais uma vez demonstra a sua grandeza".

Prof. Albino Martins
(vice-presidente da Câmara Municipal)
"Expresso o reconhecimento do município por este acto de generosidade. Temos de estar atentos ao voluntariado, porque as associações de bombeiros prestam um grande serviço à população e, para isso, precisam de estar equipadas. Por isso, o esforço de quem os reconhece e apoia, como vimos aqui, é ainda mais engrandecido.
Hoje, mais do que o que foi recebido pela Associação, é o que foi recebido pelos doadores que, naturalmente, saem enriquecidos deste acto de generosidade".

Dr.ª Leonilda Aurora Matos
"Os beneméritos valem tudo. É dando que se recebe. Aqueles que podem dar, dêem, nem que seja pouco, porque esse pouco, junto com outros, faz muito".

Dr. Luís F. Oliveira (Presidente da Junta)
"A Junta de Freguesia associa-se a este acto de inteira justiça que a Associação Humanitária está a prestar à família Freitas, uma família que desde há muito está no coração do povo de Fajões, pelas benemerências que tem feito, desde o tempo do saudoso Ilídio Freitas. Pela acção dos seus familiares, ele continua presente na doação ao próximo e a dádiva desta ambulância aviva a sua memória.
A Junta de Freguesia de Fajões rende homenagem à família Freitas, porque, em vez de prometer, doa, sem esperar louros ou contrapartidas. É uma família generosa e tem carácter, como há poucas nesta sociedade desumana".

Pe. Telmo Magalhães (pároco de Fajões)
"É um dia simpático e muito bonito, revestido de um significado muito profundo, porque esta Associação vê-se engrandecida por um gesto tão humano e tão cristão desta família.
A ambulância é fruto da generosidade, compreensão, ternura, carinho, amabilidade e solicitude de Manuel Correia de Freitas e esposa para com os Bombeiros. A oferta está sempre marcada por um gesto interior, porque, além de um casal humano, é um casal cristão. Parabéns ao casal pela coragem e pelo desprendimento com que fizeram este gesto, de que beneficiamos todos nós".

Ernesto Gonçalves (presidente do conselho fiscal)
"Estes gestos de solidariedade para com os Bombeiros, para que esta Associação tenha no dia-a-dia as melhores condições para prestar um bom serviço às populações, nunca poderão ser esquecidos".

Fonte:
  • Correio de Azeméis

  • 0 Comentários:

    Enviar um comentário

    Links to this post:

    Criar uma hiperligação

    << Home